Close

A chave para o sucesso no e-commerce: dedicação

O comércio eletrônico não é o futuro, é o presente. E, com o passar dos anos, torna-se cada vez  mais necessário para os negócios contar com um plano estratégico para se expandir no mundo virtual e não ficar para trás da concorrência. Mas, para isso, é preciso estabelecer objetivos e saber que para prosperar você precisa se dedicar.

O comércio eletrônico na região da América Latina

O comércio eletrônico tem um potencial muito alto no mundo inteiro, e já está demonstrando isso em países da europa e EUA. O Brasil, particularmente, é um grande expoente do e-commerce. Por ser o maior país da América do Sul, tivemos que nos desenvolver mais rápido que os outros países ao redor. Os brasileiros confiam mais nas transações online, um pouco disso devido aos bancos, que tiveram que se desenvolver mais rapidamente por causa da instabilidade antes do plano real. E as lojas que decidem continuar se inserindo no universo online têm essa vantagem, além de expandir o seu negócio geograficamente, já que com uma loja física você tende a atender somente pessoas da região.

Dicas a considerar para o provável sucesso de uma loja

É necessário gerar tráfego e contar com uma boa proposta de produto. O primeiro ponto para gerar vendas é dedicar tempo para colocar uma loja no ar que seja esteticamente bonita, que as fotos dos produtos sejam bem feitas e que o descritivo e as informações necessárias do produto estejam bem claras. Para isso, é preciso escolher uma plataforma de comércio eletrônico que será o seu futuro parceiro estratégico e ter a garantia de que poderá contar com a equipe de suporte, que terá formas de pagamento adequadas, opções de envio disponíveis, que a tecnologia utilizada estará em constante atualização, entre outros. Essas questões são fundamentais para que o negócio saia do papel. O segundo ponto importante é ter uma boa proposta de produto, ou seja, ter produtos que os consumidores necessitam ou desejam a um preço adequado aos consumidores que você quer ter na loja e, para finalizar, gerar tráfego.

A importância de investir em marketing digital é a mesma de se fazer folheto em pizzarias para atrair clientes. Sem isso, você não vende. Esse investimento, preferencialmente, deve ser feito através de uma agência que seja focada em performance para gerar as vendas necessárias e trazer o querido ROI (retorno sobre investimento). Desse parceiro, deve-se cobrar sempre a otimização da verba investida para, cada vez mais, trazer as pessoas certas a um custo mais baixo, gerando o seu resultado. É importante ser paciente, algumas semanas são necessárias até que a agência de performance possa compreender o público no qual ela deve se focar.

Outro ponto que sempre gera dúvida é a quantidade de dinheiro que se deve investir em marketing. É crucial compreender o quanto deve-se investir para conseguir o resultado esperado. O responsável pelo e-commerce deve compreender que o que ele quer faturar terá relação direta com aquilo que ele vai investir, e isso dependerá da natureza do produto, o público alvo e da indústria na qual ele concorre, entre outras variáveis.

Loja virtual própria ou Marketplace?

A ideia de ter uma loja virtual própria coexiste perfeitamente com o Marketplace. Em primeiro lugar, ambas as estratégias são complementares, funcionam de forma diferente e cada uma delas apresenta particularidades que, no final do dia, colaboram para fortalecer o posicionamento de uma marca ou de um negócio.

Ao falar sobre “Marketplace”, a empresa paga uma taxa pela qual se encarrega de gerar tráfego para os produtos publicados. Nesse caso, podemos fazer uma analogia com o shopping center, onde as pessoas vão, pois elas sabem que ali encontrarão o que estão procurando. Por outro lado, através de uma loja online é possível garantir uma maior personalização não só na hora de apresentar os produtos, mas também na hora de gerar branding. Serve para gerar awareness e, é claro, ter maior proximidade dos clientes para criar lealdade.

O que fazer quando os resultados não são os esperados?

É comum que no começo os resultados sejam pequenos, pois você está abrindo uma marca, muitas vezes desconhecida no meio da internet e, com certeza, não está investindo um caminhão de dinheiro para trazer gente para conhecê-la. Dê tempo ao tempo. A loja vai passar a receber cada vez mais gente com os investimentos constantes e com SEO gerado através do Google. Com isso, você vai poder começar a analisar os resultados e vai saber se a relação entre pessoas entrando e comprando está boa. Se ela está, é hora de investir cada vez mais para trazer mais pessoas para o seu site. Se não, procure fazer ajustes no preço, nos produtos, no público alvo que vocês está trazendo e também dar uma boa olhada no seu carrinho de compras abandonado. Muitas pessoas colocam coisas no carrinho e desistem da compra, aí pode ser um grande trabalho para você vender mais no início. Existem ferramentas que te ajudam a recuperar esse carinho abandonado. Verifique também se suas formas de pagamento estão adequadas, possuem parcelas, etc.

Entre as ferramentas para a expansão de um negócio, a melhor estratégia é que seu produto e/ou serviço sejam bons. Caso consiga atrair um cliente que comprou ou mostrou algum tipo de interesse, você deve fornecer um ótimo atendimento para que ele retorne. Depois, deve cumprir com o prazo de entrega e com todas as promessas feitas pela marca.

Para conseguir mais clientes, atrair maior tráfego, é importante investir mais em mídia ou em outros tipos de difusão, tais como bloggers, instagramers ou redes. Lembrando que para vender mais é preciso ter uma estrutura que suporte o crescimento. E, finalmente, você deve oferecer um bom serviço de pós-venda. Conclusão: sempre ofereça uma ótima experiência de compra, pois esse é o maior diferencial da sua marca no meio de tantos e-commerces.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close