O Fórum E-commerce Brasil 2017, realizado nos dias 25, 26 e 27 de julho no Transamérica Expo Center, em São Paulo, é considerado o principal evento de e-commerce da América Latina, e o terceiro do mundo, de acordo com a Forrester Research.

Alguns dos participantes que estiveram presentes no evento: Priscyla Laham (Business Diretor do Facebook), Andre Beisert (Diretor de Comércio Eletrônico da C&A), Victor Bayata (Experienced Senior Executive da Ikea), Eduardo Shiota (Senior Front-end Developer da Booking), Rodrigo Rodrigues (Head of Industry-Retail do Google), Pedro Eugenio (Fundador do Black Friday), Patrícia Amaro (Latam Ecommerce, Diretor da Unilever), Roberto Iervolino (Gerente de país do Riot Games), Rakesh Shalia (Diretor de Marketing da Divisão Latina e do Caribe América do FedEx Express), Laiz Assad (Gerente de Marketing Digital da Coca-Cola no Brasil), Lucas Massa (Desenvolvimento de Negócios da Hewlett-Packard).

As conferências e seminários foram divididos em três grandes áreas: vendas, gestão e tecnologia, com um auditório diferente para cada área. A seguir, algumas das conferências mais importantes.

Fórum E-commerce Brasil 2017

Gestão

As frentes de gestão são múltiplas e se referem tanto ao aumento da eficiência operacional quanto à internacionalização, às boas práticas jurídicas, à logística, expansão da marca, e integração dos canais.

Vendas

Uma temática frequente é a integração do físico e o digital, particularmente, em relação à indumentária. Nesse sentido, houveram duas conferências: “Criação da loja do futuro – Integração da tecnologia com experiência em loja”, proferida pelo Scott Emmons, Chefe de Laboratório de Inovação do Neiman Marcus; e “O alinhamento do negócio e o processo de expansão da marca – Caso Mash” e “A integração física com a Digital”, proferida pelo Jonas Waisberg, Diretor de Vendas da Mash, roupa interior.

Outras conferências interessantes permitiram ter perspectiva sobre o ponto de vista do cliente: “Trata-se apenas de fazer compras. Os consumidores não fazem e-commerce nem administram um omnicanal, apenas fazem as compras”, comentou na conferência sobre “O e-commerce e o retail tradicionais não têm a necessidade de entrar em conflito“, Anthony Long da Global E-commerce Capability Lead de Kimberly-Clark; ou, talvez, aprofundar questões mais profundas, como na “Neurociência, a usabilidade e a experiência de compra no comércio eletrônico”, apresentado pelo Daniel Santiago, Chefe de Produtos da Netshoes; ou em “Novas invenções que permitem o m-commerce“, apresentado pelo Eduardo Magalhães, Gerente de Produto do DogHer, uma empresa muito inovadora que encontra anfitriões que fornecem hospedagem e cuidam de cachorros quando as pessoas tiram férias.

Tecnologia

Foi abordado o uso das ferramentas mais avançadas de design. O uso do Design Sprint na criação de protótipos de aplicativos e seus efeitos em modelos de desenvolvimento ágil”, apresentado pelo Daniel Knopfholz, Diretor da Eudora. O Design Sprint é um método desenvolvido pelo Google Ventures e é um processo de cinco dias que tenta atender as questões problemáticas de um negócio, através do design, da prototipagem e do teste com os clientes.

Aplicativo ou site móvel? Resposta: PWA. Como definir sua estratégia móvel e o Progressive Web App como uma possível resposta?”, apresentado pelo Vinicius Dias – CEO do Canal da Peça, uma das empresas fornecedoras de autopeças mais importantes do Brasil. Os Progressive Web Apps (PWA) são sites que progressivamente vão se tornando mais app à medida de sua interação.

Capacitação

Também foram realizados cursos intensivos com carga horária de 8 horas cada um deles, divididos em quatro áreas de conhecimentos diferentes: B2B, Indústria, Marketplaces e Venda de serviços.

Na área B2B foram abordadas as seguintes temáticas: “Introdução e conceitos básicos”; “A convergência de plataforma”; “Marketing e força de vendas numa proposta de valor”; “A facilidade de uso como motor principal”; “As estratégias do mercado B2B com base nas métricas”; “E-trade: relação indústrias-varejistas incrementando o valor em sua cadeia”; “B2B vertical e a geração de leads como primeiro desafio para que um negócio B2B cresça”.

No caso da Indústria, a temática girou em torno dos paradigmas da indústria e da indústria para o comércio varejista: “Marketing digital, redes sociais e influenciadores na indústria da beleza”; “Como gerenciar os conflitos de canal”; “As mudanças na gestão financeira para gerenciar as cobranças do comércio eletrônico”; “Digitalização dos produtos ou como produzir conteúdos adequados para vender on-line”.

Na área de Venda de Serviços foram vistas as seguintes temáticas: “O impacto da era digital e o comércio eletrônico nos serviços, explorando cada momento on-line e off-line”; “Geração de leads e UX ou como a indústria da engenharia civil aprendeu a usar a Internet para gerar leads, baixar custos e melhorar a experiência do usuário (UX)?”; “Design nos serviços: melhorar processos para aprimorar a experiência e a conversão on-line”; “Como a indústria da educação e do lazer entraram no mundo on-line fornecendo oportunidades e recorrência?”.

Finalmente, na área de Marketplaces foram realizados os seguintes painéis: “Como se estruturar para vender em marketplaces?”; “Tecnologia: pontos de atendimento e gestão que os comerciantes on-line devem ter ou construir para a integração e a relação com os marketplaces”; “Gestão e evolução do canal: o que está mudando no ecossistema brasileiro?”; “Marketplace de Nicho, onde seu produto é diferente e tem valor agregado e não apenas preço”; “Pesquisa/IA – Ainda existem as categorias de produtos? Inteligência Artificial para marcar palavras-chave, matching e pesquisa entre múltiplos comerciantes”; “Futuro: O que há nos marketplaces hoje e o que haverá num futuro?”.

Mentorias

Além do mais, o Fórum E-commerce Brasil 2017 proporcionou mentorias especializadas. Famosos do mercado do comércio eletrônico do Brasil forneceram palestras individuais de 20 minutos para participantes cadastrados.

Em resumo, o Fórum E-commerce Brasil 2017 foi uma ótima oportunidade para se aproximar das questões essenciais do mundo do e-commerce, tanto em relação à comercialização quanto à gestão, tecnologia e às áreas específicas. A proposta do evento é de encontrar caminhos e ferramentas para as demandas de hoje e projetar o que será visto no futuro.